, ,

Mauro Pereira deixa diretoria do Marcílio Dias

Depois de 13 meses no cargo, assumir o clube em meio a um turbilhão na Série B de 2016, ajudar na reconstrução do clube e quase conseguir o acesso para elite do Catarinense, Mauro Pereira deixa o cargo e não é mais Vice-Presidente do Marcílio Dias.

Desde a última reunião do conselho, a qual o Vice Presidente não participou, as conversas de bastidores davam conta de que Mauro Pereira estaria de saída do clube. Na última segunda-feira tivemos a participação de Lucas Brunet, Presidente do Clube no Esporte Campeão Debate. O apresentador Jean Pablo e o comentarista Diego Arthur questionaram sobre a permanência de Mauro, a resposta foi positiva.

Na entrevista Lucas Brunet disse que o trabalho era de médio a longo prazo e que o Vice estaria junto. Porém, na manhã desta quinta-feira Mauro Pereira anunciou nas suas redes sociais que esta dando adeus ao cargo. Segundo Mauro, o adeus é ao cargo e não ao clube, seguirá ajudando o Marinheiro no que for preciso.

Conversamos com Lucas Brunet nesta manhã, o Presidente agradeceu toda a colaboração de Mauro Pereira, diz que fará muita falta mas entende que as vezes é necessário fazer escolhas, a empresa depende muito do Mauro e como é de lá que vem o sustento dele é compreendível a decisão, Lucas ainda diz que ainda conta com a colaboração de Mauro Pereira no clube.

Nota do Vice-Presidente

Na correnteza das marés desse agitado mar que encontra-se o nosso marinheiro Marcílio Dias, recebi no início de 2016 um convite de um grupo de voluntários guerreiros onde o objetivo principal era resgatar a história e credibilidade do clube, independente de qualquer situação e “série” que o mesmo estivesse. Convite aceito, apesar do gigante desafio que tínhamos pela frente.

Muitas coisas aconteceram e muitas lutas tivemos até a data em que assumimos o clube em definitivo em outubro de 2016. Eleito vice-presidente, juntamente com o Presidente Lucas Brunet, tínhamos a missão de reconstruir um clube praticamente destruído.

Quando assumimos, tínhamos somente a história e a grandeza do nome do clube, cumulado com uma enxurrada de dívidas, ações, sem crédito algum, atletas em greve por atraso de salários, patrimônio em risco e com muitas pessoas me dizendo: “cara, você é louco”. Com muito afinco, dedicação e comprometimento, fomos aos poucos resgatando a credibilidade, devolvendo a autoestima do torcedor e acima de tudo o orgulho de ser Marcílio Dias.

Lutei, fui dedicado ao extremo, assumi riscos, comprometi várias e várias horas e dias de um ano onde a minha família e a minha vida profissional acabaram ficando em segundo plano. Deparei-me com situações inimagináveis e mesmo no espanto dos absurdos, sempre busquei junto aos nossos pares e possíveis parceiros, as soluções. Sabemos que toda mudança gera desconforto e por algumas ocasiões, verdade até que foram poucas, mas tive a minha imagem rotulada de um cara rude, mandão e acreditem, arrogante. Esse é o risco que se corre e se faz necessário em um ambiente que necessita de comando e urgente reconstrução. Infelizmente, ou felizmente, não cheguei para ser mais um e vim até aqui para ao menos iniciar um processo de drásticas mudanças, o qual a nossa torcida jamais tinha visto. Abri mão de muita coisa para que valesse a pena e tenho a plena consciência que vale demais lutar por qualquer causa em benefício do seu clube do coração.

Diante do desafio de alguns novos projetos e também da extrema necessidade de reorganizar minha vida, principalmente a profissional, identifiquei que o problema e a grande dificuldade para a minha continuidade, seria o pouquíssimo tempo disponível que passo a ter e que o mesmo não seria mais suficiente para as exigências do cargo de vice-presidente, contando com todo o processo de reconstrução do clube. Em certos momentos, a vida nos exige escolhas e eu tive que fazer as minhas. Deixo o cargo de vice-presidente a partir de 30 de novembro de 2017 pela plena consciência de que o clube precisa muito mais do que somente as minhas pouquíssimas horas vagas e entendo que o melhor será uma nova pessoa para assumir meu cargo e as minhas funções.

Meu compromisso era de dois anos a frente deste mandato o qual fui eleito (outubro de 2016 a outubro de 2018). Após 13 meses, diante da extrema necessidade de interromper minha trajetória como vice-presidente, acredito que fiz muito mais do que fui incumbido e cooperei demasiadamente para este início de um novo Marcilio Dias. Gostaria de agradecer a todos sem nenhuma exceção. No entanto, de forma muito especial, quero agradecer a torcida que sempre me apoiou em todos os momentos. Não tenho receio algum em afirmar que se hoje o Marcilio Dias ainda segue vivo, é por todos vocês. Deixo muito claro que não estou “abandonando o barco”. Deixo muito claro que não preciso necessariamente ser vice-presidente para lutar pelo meu clube. Tenham a certeza que estarei sempre presente no que for possível para reconstruirmos a nossa história.

Obrigado Marinheiros!

O que você achou desse artigo?

5 points
Upvote Downvote

Total votes: 5

Upvotes: 5

Upvotes percentage: 100.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *