, ,

Você ainda torce pela seleção brasileira?

Fui convidado pelo pessoal do Esporte Campeão para escrever nesse espaço, e fiquei pensando sobre o que escrever logo de cara. Não sou jornalista (sou educador físico) e apaixonado por futebol e outros esportes a algumas décadas (sim, o tempo não foi gentil comigo), e decidi escrever sobre algo que vem me incomodando a algum tempo e interfere diretamente nesse sentimento que eu, e bem provavelmente grande parte das pessoas sente.

Eu estava em São Paulo, e um amigo me chamou para ir a um bar (sempre com a desculpa para ir para o bar) para vermos o jogo entre Brasil x Uruguai, válido pelas eliminatórias da Copa de 2018. No meio do jogo, meu amigo me chamou atenção, e pediu para que eu olhasse a minha volta. Qual foi minha surpresa, quando deparei com aproximadamente 80 a 90% do estabelecimento não dando a menor pelota para o jogo (atenção! Era eliminatória da Copa contra o Uruguai, não era amistoso Brasil x Azerbaijão) aonde o Brasil vencia parcialmente.

Esse fato me fez repensar o quanto eu e várias pessoas no meu círculo de amizade não se importam mais em nada com que o time da CBF faz ou deixa de fazer, dando assim muito mais atenção aos noticiários que tratam do seu clube do coração. Mas o porque desse desinteresse da população? Esse desamor por uma instituição na qual antes o país parave e se reunia para assistir?

Recapitulemos os fatos:

1.Após os títulos de1994 e 2002 a visibilidade mundial sobre a seleção brasileira aumentou. Percebendo-se disso e com os olhos brilhando de cifrões, os tão “cuidadosos” dirigentes da CBF tiveram a brilhante idéia de tornar a Seleção Canarinha em Popstars, criando Tours Mundiais, vendidas por anos a fio, aonde o time se apresentaria pelo mundo em amistosos empolgantes com seleções como Arabia Saudita, Honduras, Islandia, e por aí vai.

2.Com o resultado disso, a seleção deixou de apresentar em território nacional, o público só via os frios amistosos através da TV, com jogadores que muitas vezes mal jogaram no Brasil (quem lembra do Afonso Alves?) desconhecidos do grande público, e pra piorar, nesse balaio de jogos, a CBF também pegava (e ainda pega) jogadores dos clubes nacionais prejudicando visivelmente os times que tinham jogadores convocados.

3.A relação foi esfriando entre Seleção e público, mas ainda restava a Copa do Mundo no Brasil, para reacender o amor da população para com o escrete canarinho. Aí você lembra o que aconteceu? Acho que nem preciso citar, né? O Maior vexame de todos os tempos de uma seleção campeã do mundo.

4.Com o vexame, obviamente vamos reunir todas as cabeças pensantes do esporte e rever o que está errado para retomarmos o rumo, correto? Não. Chamemos o Dunga. Afinal o Dunga venceu tudo como técnico, é uma cabeça cheia de inovações, de conhecimento prático e teórico, implantou um novo organizacional, fez estágios nas melhores equipes do mundo. Pois é… Pensei a mesma coisa.

Dava pra citar mais uns 6 ou 7 fatores porque eu, você e bastante gente que você conhece nem sabe mais quando a Seleção joga. Mas acho que consegui passar a mensagem do que porque acho que a Seleção Brasileira hoje em dia é apenas, o time da CBF.

E você? Ainda torce pro time da CBF?

O que você achou desse artigo?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

One Comment

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *